NEBULOSA DO CARANGUEJO

6000 anos luz

A Nebulosa do Caranguejo é o remanescente de uma explosão de uma supernova, registada por astrónomos Chineses e Árabes em 1054. No máximo da sua luminosidada, esta supernova deve ter sido mais brilhante do que qualquer estrela ou planeta visíveis no céu nocturno. O que sobrou do grandioso evento foi uma estrela de neutrões em rápida rotação (pulsar) situada na região central e uma nebulosa em expansão. Esta imagem foi feita por um trio de instrumentos espaciais o Telescópio Espacial Spitzer (vermelho), o Telescópio Espacial Hubble (verde e azul escuro) e o Observatório de Raios-X Chandra (azul claro).

CRÉDITOS: IMAGEM FEITA NO RAIO-X E LUZ VISÍVEL POR J. HESTER PARA NASA / CXC / STSCI / ASU E NO INFRAVERMELHO POR R. GEHRZ PARA NASA / JPL-CALTECH / U. MINNESOTA.